O Dia Internacional do Patrimônio Audiovisual foi criado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 2005. A data tem o objetivo aumentar a consciência do significado e dos riscos de preservação de documentos sonoros e audiovisuais (filmes, gravações de som e de vídeo, programas de rádio e televisão) com ações que garantam visibilidade, acesso, identificação do patrimônio audiovisual em perigo - especialmente nos países em desenvolvimento - e sensibilização do público e da mídia.

22135598 1867319126629366 6188758618322841324 o

 

Veja a programação do Dia Mundial do Patrimônio Audiovisual no Brasil:

Porto Alegre

Cinemateca Capitólio
27 de outubro, às 20h, exibição gratuita do faroeste gaúcho Os Abas Largas, realizado em 1963 por Sanin Cherques.

Recife

Fundação Joaquim Nabuco / ABPA

29 a 31 de outubro – I Seminário de Preservação Audiovisual do Nordeste
Palestra de Abertura: Panorama da Preservação Audiovisual no Brasil, com Maria Fernanda Coelho (Museológa, professora da FESP-SP, conservadora audiovisual e membro da ABPA)
Painel Acervos e Realidades: a preservação audiovisual no Nordeste, com representantes dos museus da imagem e do som de Alagoas (Fernando Lobo), do Ceará (Francisco Aragão), de Pernambuco (Geraldo Pinho) e da Dimas (Simone Lopes).

Painel Experiências na Preservação de Acervos Audiovisuais Públicos e Privados, com representante do Projeto Tankalê (Jocicleide Oliveira) e realizador (Felipe Peres), da ONG Vídeo nas Aldeias, e da Cinemateca Cine Royal (Lula Cardoso Ayres).

Apresentação do Projeto Cinemateca Pernambucana pelo professor Paulo Cunha (Universidade Federal de Pernambuco)
Masterclass Preservação digital: os desafios frente à imaterialidade da informação, por Teder Muniz Morás (mestre em Comunicação, e atual consultor do Centro de Documentação e Gestão da Informação do SBT/SP).

Rio de Janeiro

1) Arquivo Nacional

1º de novembro - Auditório do Arquivo Nacional

Mesa: Repositórios Digitais.
Debatedores: Érika Maria Nunes Sampaio (Arquivista – Equipe de Preservação de Documentos Digitais do Arquivo Nacional); Rubens Ribeiro Gonçalves da Silva (Historiador, Mestre em História da Arte, Doutor em Ciência da Informação – Professor Titular do Instituto de Ciência da Informação (ICI) e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Universidade Federal da Bahia – UFBA)
Mediação: Adriana Cox Hollós (Museóloga, Mestre em Memória Social, Doutora em Ciência da Informação – Coordenadora-geral de Processamento Técnico e Preservação do Acervo do Arquivo Nacional)

Mesa: WITNESS – o vídeo na luta por direitos humanos
Debatedores: Maria Byington (Jornalista, Pesquisadora audiovisual); Marco Dreer (Graduado em Cinema, Especialista em preservação sonora e audiovisual, Mestre em História, Política e Bens Culturais e Especialista em Cinema Documentário); Rubens Ribeiro Gonçalves da Silva; Victor Ribeiro (Representante da WITNESS no Rio de Janeiro)
Mediação: Aline Camargo Torres (Técnica em Assuntos Culturais do Arquivo Nacional e Mestre em História, Política e Bens Culturais)
Disponível em https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil/videos/1514681935292346/

Icict (Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde) e Casa de Oswaldo Cruz

14 de novembro, Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos – III Seminário do Patrimônio Audiovisual em Saúde na Fiocruz com foco em ferramentas, métodos e plataformas de preservação digital de audiovisuais.
Mesa redonda ‘Plataformas digitais e sua aplicação na preservação e difusão de acervos audiovisuais’, com o mediador Antônio Laurindo, do Arquivo Nacional. Debatedores: Rubens Ribeiro Gonçalves da Silva, da Universidade Federal da Bahia (UFBA); Antônio Júnior, do Centro de Mídia Independente; e Victor Ribeiro, representante da Witness Brasil, que fez o lançamento da publicação 'Guia de Arquivamento de vídeo para ativistas', editado pela ABPA e Witness.
Veja o vídeo

São Paulo

Cinemateca Brasileira / Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
24 a 28 de outubro: projeções no vão livre do Museu de Arte de São Paulo: cinco clássicos do cinema brasileiro (O Padre e a moça, Quando o carnaval chegar, O Homem nu, Eles não usam black tie, Macunaíma) em cópias 35mm feitas e/ou restauradas pela Cinemateca Brasileira.


Login


© Associação Brasileira de Preservação Audiovisual - Direitos reservados